Bernauto

Precisa de ajuda? 262 831 844 * | geral@bernauto.com
Precisa de ajuda? 262 831 844 * | geral@bernauto.com

Afinal o radar de velocidade média da Ponte Vasco da Gama não vai ser ligado hoje

A GNR adianta que a colocação da sinalização referente aos novos radares de controlo de velocidade média terá estado na origem da confusão.

Ao contrário do que chegou a ser noticiado esta terça-feira, o novo radar de velocidade média da Ponte Vasco da Gama não vai entrar em funcionamento hoje, dia 27 de março.

Em declarações feitas ao Observador, a Guarda Nacional Republicana (GNR) esclareceu que o controlo de velocidade média na Ponte Vasco da Gama não terá inicio já esta quarta-feira.

Contudo, fonte oficial da GNR explica o que poderá ter estado na origem desta confusão, lembrando que “foi colocada a sinalização referente aos aparelhos cinemómetros vídeo fixos em virtude de se encontrarem em fase final de testes”.

Ora, a colocação dos sinais relativos ao controlo de velocidade média terá estado na base desta especulação, que chegou a ser confirmada por serviços como o Waze, que informou esta terça-feira que ia “passar a alertar para este novo radar nas próximas 48 horas”.

Quando vai entrar em funcionamento?
Apesar desta confusão, continua a haver uma certeza: a Ponte Vasco da Gama vai passar a contar com um radar de controlo da velocidade média, que se irá juntar aos restantes 12 que já estão em funcionamento desde o dia 1 de setembro de 2023. Veja a localização de todos os radares de velocidade média no artigo relacionado abaixo:

A NÃO PERDER:A localização de todos os radares de velocidade fixos em Portugal

Porém, apesar desta certeza, a data de início de atividade deste novo radar ainda não é conhecida, com a Guarda Nacional Republicana a garantir — novamente ao Observador — que “a entrada em funcionamento será oportunamente comunicada”.

Recorde-se que a instalação de um (ou mais) radar de controlo de velocidade média na Ponte Vasco da Gama, que liga Lisboa a Alcochete e Montijo, na margem sul do Tejo, começou a ser testada em 2021, informou, na época, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Fonte: Observador