Bernauto

Quatro vantagens associadas à compra de um automóvel elétrico

Combustíveis não param de subir. Está na hora de pensar num veículo livre de emissões?

As marcas do setor automóvel estão a apostar fortemente nos veículos eletrificados e atualmente a oferta de 100% elétricos é mais vasta do que há cinco anos, por exemplo. Muitas empresas já definiram o objetivo de se tornarem totalmente elétricas até 2030 e por isso num futuro a curto ou médio prazo, este parece ser o caminho.

Que vantagens existem em adquirir um carro 100% elétrico? Enumeramos quatro neste artigo.

Primeiro, e talvez a maior vantagem, é o facto de um veículo totalmente elétrico ser livre de emissões e não poluir o ambiente. Não emitir gases torna estes automóveis amigos do ambiente, ao contrário dos veículos com motor a combustão.

Segundo, no ato da compra pode beneficiar de incentivos do Estado. João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Ação Climática, revelou que o apoio de 3.000 euros que existiu no ano passado passará para os 4.000 em 2022, uma vez que as verbas do Fundo Ambiental duplicaram de 4,5 para 10 milhões de euros.

Terceiro, as manutenções serão sempre mais espaçadas temporalmente do que no caso de automóveis com motor a gasolina ou diesel. É necessária obviamente fazer revisões aos veículos, mas estas serão menos dispendiosas.

Em quarto e último, apesar de os veículos elétricos serem mais caros do que os movidos a motor de combustão, a verdade é que a longo prazo poderão tornar-se mais baratos porque carregar um elétrico sai mais barato do que abastecer um veículo a gasolina ou diesel. Com os atuais preços dos combustíveis e com os consecutivos aumentos dos mesmos, espera-se que esta diferença aumente ainda mais.

Pode ficar com um exemplo de quanto poderá poupar no carregamento de um elétrico numa comparação entre um Nissan Leaf e um Micra. Ressalvamos que o artigo foi escrito no passado dia 21 de fevereiro. Entretanto, o valor dos combustíveis já aumentou desde essa data, mas ainda assim dá para ter uma noção mais real da poupança que poderá fazer.

Fonte: Notícias ao Minuto