Bernauto

Calibrar pneus

Com certeza já ouviu o termo calibrar pneus. Na realidade, é algo muito simples e fácil de fazer. No entanto, este ato costuma ser descurado. Descubra mais.

Os pneus são o único ponto de contacto entre a carroçaria e o chão e a área de contacto é unicamente do tamanho da palma de uma mão – é muitas vezes descurado.

A medição da pressão é feita normalmente, em BAR, mas poderá encontrar locais onde se mede também em PSI.

  • Deve verificar a pressão e, se necessário, calibrá-los, pelo menos uma vez por mês.
    Se os pneus não estiverem bem calibrados isso poderá originar:
  • um maior desgaste dos pneus: 20% de pressão a menos origina 20% de menor duração do pneu;
  • aumento do consumo de combustível e de CO2: uma vez que há uma aderência menos eficiente ao solo;
  • menor segurança e conforto na condução: o desgaste e a aderência menos eficiente ao solo provocam menor controlo do automóvel. Além disso, pneus gastos podem aumentar a distância de travagem em 50%.

QUAL A PRESSÃO CORRETA DOS PNEUS?

Cada modelo tem uma pressão diferente. Aconselha-se sempre utilizar a pressão recomendada pelo fabricante.
Pode encontrar esses dados no manual do automóvel, ou numa placa de metal na porta do condutor do seu automóvel.
Tenha em atenção que alguns fabricantes recomendam valores diferentes para os pneus dianteiros e traseiros.

COMO VERIFICAR A PRESSÃO DOS PNEUS?

Verificar a pressão dos pneus é um ato fácil e pode ser feito em qualquer posto de combustível. A maior parte das pessoas sabe encher um pneu, usando a bomba de ar presente nesses mesmos estabelecimentos.

Como verificar a pressão dos pneus:

  • A medição deve ser feita com os pneus frios. Ou seja, sem que os mesmos tenham circulado, recentemente, mais do que três quilómetros;
  • Caso o faça com os pneus quentes, considere que os mesmos apresentarão cerca de 0.3 BAR a mais. Portanto, se tiver de esvaziar ou encher os pneus, tenha esse valor em conta;
  • Chegando ao local, insira a ponta do manómetro na válvula do pneu;
    O manómetro vai mostra um valor que corresponde à pressão interna em BAR;
  • Não se preocupe com o sibilo que ouve. É apenas o ar a sair do pneu. A não ser que mantenha o manómetro premido contra a válvula durante muito tempo, não se preocupe, que a quantidade de ar que sai durante aqueles um/dois segundos não é suficiente para ter qualquer relevância;
  • Compare a pressão medida com a pressão recomendada;
    Se a pressão estiver acima do recomendado, deixe sair ar até que elas coincidam. Se estiver abaixo, adicione ar até atingir o valor correto;
  • Caso suspeite que vai ficar com o carro parado muito tempo, encha cerca de 0.2 BAR acima do indicado.

Fonte: EKONOMISTA

www.bernauto.com